A Comissão Concelhia de Aveiro do Partido Comunista Português vem manifestar a sua preocupação pela situação de absoluta degradação em que se encontra o Viaduto de Esgueira, em Aveiro.

O Viaduto de Esgueira foi projectado nos anos 80, e valorizado patrimonialmente com os painéis cerâmicos do artista aveirense Vasco Branco. De então para cá, o viaduto serve diariamente a ligação de milhares de automóveis e peões entre as diversas freguesias de Aveiro e o centro da cidade.

Em 2003 foi detetado o abatimento da estrutura superior sob a linha de comboio. Poucos anos depois, foi alvo de ligeira intervenção, que não assegurou o fim do desnivelamento existente na parte superior da estrutura nem realizou diversas intervenções necessárias para a melhoria do Viaduto e da sua acessibilidade nomeadamente para os peões.

O Viaduto de Esgueira  apresenta actualmente uma degradação superior sendo uma situação insustentável que carece de intervenção urgente da C.M. Aveiro.

As instalações pedonais, quer ao nível superior, quer inferior, carecem de asseio e limpeza urgentes, substituição e valorização dos painéis cerâmicos degradados ou destruídos, requalificação dos varandins de segurança, assunção de medidas que ponham cobro aos cursos de água (agravados pelas chuvas) que inundam o piso inferior, requalificação total do sistema de iluminação que, por um lado interrompa os ciclos constantes de ausência de iluminação, e por outro dote o viaduto de um sistema luminoso que elimine a sensação de insegurança aos transeuntes.

O PCP conhece as intenções manifestadas pelo executivo camarário para a rede viária daquela área do Município, que no entanto, não inclui qualquer intervenção nesta estrutura. O PCP sublinha o carácter urgente deste conjunto de intervenções no Viaduto, apelando ao empenhamento da população para esta pretensão. O PCP também não deixará de reflectir esta, e outras preocupações, junto dos órgãos autárquicos.

 

22 de Janeiro de 2020
A Comissão Concelhia de Aveiro do PCP

 

Para o topo