Uma delegação do PCP constituída pela deputada na Assembleia da República Diana Ferreira, por Ana Isaura Costa, Raul Silva e António Rocha, foram recebidos pelo Director do Agrupamento de Escolas de Fajões, António Camilo.

Esta escola com praticamente 40 anos de existência nunca sofreu qualquer intervenção de fundo, sendo notável a passagem do tempo. Chove nalgumas salas, há muita humidade e a cobertura ainda é de amianto. Dado o elevado número de alunos esta escola conta ainda com 4 Monoblocos onde são dadas aulas. Por incrível que pareça as salas dos monoblocos conseguem ter mais condições que a maioria das salas existentes.

A escola de Fajões, é uma escola de referência em Oliveira de Azeméis, no entanto a degradação das suas condições pode levar os alunos a fugir para concelhos vizinhos, nomeadamente para São João da Madeira, paredes meias com a freguesia de Macieira de Sarnes.

O ano passado, as candidatas da CDU às eleições autárquicas já aqui tinham estado e na altura a escola já tinha um projecto aprovado pelo Norte 2020 na ordem de dois milhões de Euros. Neste momento o Director não sabe quando, nem como irão ser feitas as obras, e ainda não teve nenhuma resposta por parte da autarquia.

Esta situação vem dar razão ao PCP na denúncia das consequências da dita “municipalização” da Educação no concelho de Oliveira de Azeméis. Como sempre defendemos, cabe ao Estado central assumir todas as responsabilidades (incluindo as obras) no plano da Educação, por forma a garantir a concretização universal e com qualidade deste direito constitucionalmente consagrado.

Oliveira de Azeméis, 29 de Maio de 2018
A Comissão Concelhia de Oliveira de Azeméis do PCP


Para o topo