Jorge VieiraCâmara Municipal:

Jorge Vieira, 56 anos, natural de Moçambique e residente na Murtosa desde 1994. Psicólogo Escolar no Agrupamento de Escolas da Murtosa há 28 anos. É licenciado em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação de Coimbra. Concorreu às eleições autárquicas de 2009 encabeçando as listas CDU pela primeira vez e este ano volta a candidatar-se para o mesmo cargo nas presentes autárquicas.

 

João Gomes da SilvaAssembleia Municipal:

João Gomes da Silva, 49 anos, natural e residente em Bunheiro. É o Chefe de Secção do ramo de Campismo e Alojamentos.

É membro do Partido Ecologista " Os Verdes " e foi igualmente primeiro candidato à Assembleia Municipal da Murtosa na lista da CDU nas últimas eleições autárquicas.

 

 

Confiança na CDU

Momento de Balanço e de olhar para o futuro

No momento de preparação das próximas eleições autárquicas surge a importante tarefa de reflectir sobre o concelho, de fazer o balanço do trabalho desenvolvido e traçar as linhas de trabalho a desenvolver no futuro.

Mas não só. É importante compreender as consequências económicas e sociais das políticas de direita, conduzidas alternadamente pelo PSD, CDS e PS, que o pacto de agressão com a troika estrangeira está a aprofundar e agravar. É importante relembrar que foi o PSD e o CDS que trava uma batalha contra o poder local democrático.

Na atuação camarária nem tudo foi negativo. No entanto, a decisão da alteração do percurso da A29, afastando-o da Murtosa veio criar dificuldades à mobilidade dos cidadãos, prejuízos económicos ao concelho; a negligência na resolução do problema da falta de uma rede interna de transportes públicos que sirva verdadeiramente a população; a inação na criação de locais e de um programa de ocupação de tempos livres para os jovens; a falta de implementação do programa Polis, são alguns exemplos de actuação negativa do actual Executivo Municipal; a falta de uma resposta aos problemas dos agricultores, nomeadamente no que a questão da salinização dos campos diz respeito.

Apesar de neste mandato a CDU não estar representada nos órgãos autárquicos concelhios, os seus ativistas estiveram sempre no terreno ao lado dos trabalhadores, dos agricultores e das populações.

E é com a segurança deste rico património de trabalho que damos início a uma campanha dinâmica de intenso e regular contacto com a população, certos de que é possível termos autarcas da CDU na Murtosa.

É esta forma de funcionamento que distingue a CDU de qualquer outra força política, tornando-a um espaço único composto de gente que de forma militante, honesta, competente e livre de ambições pessoais empenha diariamente as suas forças para o combate à política de direita e pela resolução dos problemas do povo e da juventude portugueses.

Para o topo