1 – A Câmara Municipal de Espinho (PSD) resolveu cortar um enorme número de árvores na rua 19 e em outros pontos da cidade para construir as anunciadas ciclovias.

2 – Este abate dos negrilhos, verdadeiro património de Espinho, foi escondido de todos os espinhenses e da própria Assembleia Municipal.

3 – Para lá da existência de financiamento europeu para ciclovias (e não para outros fins de resolução urgente para Espinho ou para Portugal), não se conhece um estudo e/ou pensamento sério acerca dos atuais problemas da Mobilidade no Concelho, por parte deste executivo (PSD) ou do anterior executivo municipal (PS).

4 – A Câmara PSD vai tentar, com o financiamento das ciclovias, pagar também as velhas e rotas condutas de água que há muito deveriam estar remodeladas. Dividindo o mesmo financiamento por ciclovias e condutas de água, presume-se que ambas primarão pela má-qualidade de materiais e de empreiteiro, lembrando a remodelação urbana “José Mota/PS”.

5 – A explicação dada pela Câmara de uma alegada doen ça das árvores e do “apego” das suas raízes às condutas de água lembra-nos “anteriores doenças”, invocadas pela Câmara Mota/PS, para abater as árvores em redor do Multimeios; lembra a “doença dos negrilhos”, invocada pelo vereador do Ambiente do PS para o abate das pobres árvores, dessa vez salvas pela água e sabão, remédio simples que foi explicado ao responsável pelo Ambiente do executivo Mota; ou ainda lembra o orgulho declarado do mesmo vereador na construção de uma “duna” com o entulho das obras da ETAR.

6 – A Comissão Concelhia de Espinho do PCP condena veementemente este atentado ao já descuidado ambiente de Espinho; denuncia a incúria e a falta de competência com que o futuro de Espinho tem vindo a ser tratado por décadas de política de direita nas câmaras PSD ou PS, com o resultado bem à vista de todos.

7 – O PCP lembra ainda os programas que a CDU tem apresentado sucessivamente há várias Eleições Autárquicas, onde este e outros problemas estruturantes de Espinho vêm tratados e solucionados; ou o recente debate sobre “Mobilidade em Espinho” onde se refletiu seriamente sobre o tema e o nosso Concelho.

Continuaremos a bater-nos por uma Câmara ao serviço da esmagadora maioria da população do Concelho com a força e os meios que os Espinhenses nos quiserem dar.

Espinho, 18 de setembro de 2020
A Comissão Concelhia de Espinho do PCP

Para o topo