Notícias do sítio central

Últimos destaques da página do Partido Comunista Português
  • O desenvolvimento do interior exige uma política patriótica e de esquerda que assuma a defesa da produção nacional

    Uma forte saudação a todos os presentes e por vosso intermédio ao povo de Moimenta da Beira e de toda esta Região. A esse povo destas “Terras do Demo” de que nos falava Aquilino Ribeiro e que hoje continua a sua labuta e a sua luta para se libertar de “ todos os grilhões” aos quais o quiseram e pretendem amarrar, e que o nosso ilustre escritor tão bem soube descrever na sua obra literária.

  • Visita à Cooperativa Agrícola do Távora

    Na vista à Cooperativa Agrícola do Távora, em Moimenta da Beira, Jerónimo de Sousa destacou a importância da produção nacional afirmando que "é preciso confiar na produção nacional, no nosso aparelho produtivo, para combater a desertificação do interior e permitir o desenvolvimento económico do nosso país".

  • PCP propõe a actualização dos estudos científicos dos efeitos do consumo de cannabis

    Na apresentação do projecto de resolução sobre o uso da cannabis, Carla Cruz afirmou que "a regulação do uso terapêutico de cannabis não pode ser utilizado como pretexto para legitimar ou favorecer o seu uso recreativo".

  • Solidariedade com os trabalhadores da Têxtil Gramax Internacional

    Uma delegação do PCP que contou com a presença de Jerónimo de Sousa esteve com os trabalhadores em vigília da Têxtil Gramax Internacional (antiga Triumph) demonstrando a solidariedade activa do PCP com a sua luta em defesa dos postos de trabalho.

  • Recusar as PPP, travar o subfinanciamento crónico do SNS, valorizar os profissionais e utentes

    As políticas de direita levadas a cabo por sucessivos governos, reduziram trabalhadores, acabaram com carreiras específicas, transformaram hospitais em empresas, transferiram doentes e recursos financeiros para os grandes grupos económicos que operam no sector da saúde e puseram empresas, cujo objectivo é o lucro, a gerir unidade hospitalares, que têm como missão garantir uma situação global de saúde da população portuguesa.
    Foram anos destas opções de direita que fragilizaram o Serviço Nacional de Saúde e promoveram a insatisfação dos profissionais.

  • «Não foram poucas as vezes que estivemos praticamente sozinhos na luta contra as privatizações»

    No debate quinzenal realizado hoje na Assembleia da República, Jerónimo de Sousa falou das prioridades politicas para o ano 2018 aqui e questionou o governo sobre as privatizações dos CTT, GALP e EDP aqui. Jerónimo de Sousa falou ainda da situação dos cuidados de saúde, tendo em conta o surto gripal que estamos a atravessar e que será abordado no debate de urgência de amanhã, requerido pelo PCP aqui.


Para o topo