Decorreu no passado sábado, na Junta de Freguesia do Troviscal, concelho de Oliveira do Bairro a sessão de apresentação do livro – A Candidatura de Arlindo Vicente nas «eleições» de 1958, um livro de João Alves Falcato das Edições Avante!.

Esta sessão, organizada pela DORAV do PCP juntou cerca de 80 pessoas entre elas familiares, amigos, conterrâneos, professores e representantes das instituições de Oliveira do Bairro, terra natal de Arlindo Vicente.

Na apresentação do livro intervieram Armando Myre Dores, participante na candidatura de Arlindo Vicente e Domingos Abrantes conhecido militante e dirigente do PCP.

Na sua intervenção, Armando Myre Dores centrou-se mais na pessoa de Arlindo Vicente, um homem simples e honesto, exemplo de coragem para quem era indiferente a profissão de uma pessoa, se era rica ou pobre. Dono de uma grande consciência de classe também defendia os direitos das mulheres.

Domingos Abrantes falou mais na «candidatura» como um todo, que foi o culminar do esforço de centenas de milhares de portugueses dos mais diversos sectores de actividade que se empenharam durante meses, em condições difíceis, em construir um movimento democrático que consideravam, nas circunstâncias do momento, a forma adequada de luta contra a ditadura salazarista.

Arlindo Vicente, acabou por abdicar da sua candidatura para apoiar a candidatura de Humberto Delgado, pois o que interessava era fazer uma forte oposição ao regime de Salazar.

Este livro, vem assim, dignificar esta candidatura desconhecida por muitos,  talvez pelo facto de o Partido Comunista Português ter estado na base desse movimento, dignificando assim, o homem que assumiu de forma abnegada e da maneira mais integra, a missão que lhe foi pedida, o combate ao fascismo na ditadura de Salazar.

Aveiro, 28 de janeiro de 2019
A DORAV do PCP

Para o topo