Na passagem do Dia Internacional da Mulher o PCP realiza acções de contacto com as mulheres trabalhadoras do distrito de Aveiro, nomeadamente na Valmet e na Porto Blinds em Ovar, na Universidade de Aveiro, na Aspock em Oliveira de Azeméis, na Sorema e nas Tapeçarias Ferreira de Sá ambas de Espinho.

O PCP destaca a importância da luta das mulheres pelo exercício dos seus direitos para que a igualdade seja uma realidade no seu quotidiano, enquanto trabalhadoras, cidadãs e mães, o que exige romper com as causas estruturantes das desigualdades e discriminações patentes na intensificação da exploração laboral, no incumprimento dos direitos de maternidade e paternidade, na sobrecarga das trabalhadoras com as tarefas domésticas e familiares, nas desigualdades de acesso à saúde e a outros importantes serviços públicos.

O PCP afirma, neste 8 de Março, a sua determinação e empenho pela concretização de uma política alternativa que tenha como prioridades:

– Prevenir e combater as discriminações que atingem de forma específica as mulheres;

– Eliminar todas as formas de exploração e violência que sobre si são exercidas: no trabalho, na família e na sociedade;

– Promover o exercício pleno dos direitos das mulheres para que a igualdade seja uma realidade em todas as dimensões das suas vidas.

O PCP, saudando as mulheres portuguesas neste 8 de Março, apela a que transformem esta data, e com a sua participação na Manifestação Nacional de Mulheres promovida a 10 de Março, em Lisboa, pelo Movimento Democrático de Mulheres, num ponto alto de celebração do Dia Internacional da Mulher, afirmando com alegria e determinação o valor da sua luta pelo exercício dos seus direitos próprios, num país mais justo e soberano.

 

Gabinete de Imprensa da DORAV
8 de Março de 2018


Para o topo