Na sequência do anúncio do encerramento de 5 balcões da Caixa Geral de Depósitos no Distrito de Aveiro, o PCP levou hoje a cabo uma acção de contacto com a população contestando uma intenção que tem como objectivo de longo prazo a destruição do próprio banco público.

No contacto com as pessoas que à hora de almoço passavam pela Ponte Praça, em Aveiro, ficou patente o descontentamento popular e o acordo com a reivindicação do PCP de uma intervenção do Governo para interromper este processo.

De facto, aquilo de que o País precisa é de uma CGD que recupere a sua missão histórica de banco público, que deve estar ao serviço do desenvolvimento e soberania nacionais, apoiando os diferentes sectores da economia, e não aquilo que os sucessivos têm feito dela: um banco de gestão igual aos bancos privados, mas com capitais públicos!

Aveiro, 22 de Junho de 2018
O Gabinete de Imprensa do PCP

 

 


Para o topo