TRABALHO HONESTIDADE COMPETÊNCIA

CDU -No concelho e no País
Força necessária
 

Os candidatos da CDU, Joana Alves (cabeça de lista à Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis), Ana Isaura Costa (cabeça de lista à Assembleia Municipal), Raul Silva (cabeça de lista à Assembleia de Freguesia de Fajões) e António Rocha (candidato por Fajões) foram recebidos, a seu pedido, na Associação dos Bombeiros Voluntários de Fajões pelo Vice-presidente Jorge Pinho, pelo 2º Tesoureiro João Paulo Santos e pelo Adjunto de Comando Mário Pessoa.

A actual Direcção, que tomou posse em Abril de 2016, tem apostado na formação do seu Corpo de Bombeiros quer a nível práctico, quer a nível da escolaridade tendo para isso protocolos com as Escolas locais. Como exemplo, em 35 anos de existência, apenas dois Bombeiros foram formados pela Escola Nacional de Bombeiros, uma grande lacuna que faz com que a formação tenha de ser paga pela própria Associação, uma vez que mesmo em regime de Voluntariado, sem formação não podem exercer.

Outra das dificuldades encontradas prende-se com a actual lei 94/2015 onde o financiamento desta corporação ficou lesada, uma vez que fazem serviços em Freguesias de Arouca, mas quem recebe os serviços prestados dessas freguesias a nível estatal, são os Bombeiros de Arouca.

 Ao nível dos meios humanos os Bombeiros Voluntários só recebem cerca de 1,87€ por hora de trabalho, apenas na época de incêndios, o que torna cada vez mais difícil o recrutamento de novos elementos. Como forma de diminuir esta dificuldade considera-se necessário a criação do Estatuto do Bombeiro, pelo desgaste na actividade, como acontece por exemplo com a Policia, e porque embora possam progredir na carreira de Bombeiro, dentro da cooperação, esta progressão não é acompanhada a nível monetário o que gera grandes motivos de desmotivação.

Ficou ainda registada a preocupação com a frota da Associação, uma vez que em muitos casos os carros tem mais de 700.000 kms, o que fica aquém das necessidades. De salientar o esforço de se adquirir uma nova viatura de urgência para a Associação, comprada em Espanha em 2ª mão.

A actual Direcção, como forma de aproximação à comunidade, reforçou no último ano 49 novos associados, e conseguiu ver aprovado através do Programa Norte 2020 a amplificação e melhoria das suas instalações, um projecto que fica em meio milhão de Euros.

Segundo o Vice-presidente Jorge Pinho, é de salientar que grande parte dos problemas existentes todos os anos com os incêndios Florestais se deve à inexistência do sector primário, pastorícia e agricultura achando que sem cooperativas ou associações de produtores, isto não funciona.

A CDU valoriza o esforço desta Associação por garantir e melhorar os serviços prestados à população demonstrando a sua disponibilidade para, tanto no plano local como nacional, garantir o reforço dos meios necessários para assegurar o seu pleno funcionamento.

10 de Julho de 2017
A Comissão Coordenadora da CDU - Oliveira de Azeméis

 


Para o topo